O primeiro-ministro, José Sócrates, caracterizou esta quarta-feira o PS como um partido «forte, unido e aberto», criticando a ausência de propostas e ideias da oposição, avança a agência Lusa.

Segundo fontes partidárias, na intervenção que fez ao final da tarde perante os deputados socialistas, o primeiro-ministro e secretário-geral do PS voltou a insistir na ideia que o partido está «forte, unido e aberto».

Aliás, frisou o primeiro-ministro, actualmente, o PS é mesmo o único partido que reúne essas características.

Pelo contrário, a oposição «limita-se a criticar», chegando ao ponto de criticar a falta de empenho do executivo na canonização de Nuno Álvares Pereira, gracejou o primeiro-ministro, segundo as mesmas fontes partidárias.