O Conselho das Ordens Nacionais começa sexta-feira a decidir se tira as condecorações a Joe Berardo.

A presidente do órgão, Manuela Ferreira Leite, não quis alongar-se em comentários sobre a reunião. Mesmo assim, no espaço de comentário da TVI, lembrou que não cabe à Comissão de Inquérito julgar os inquiridos e explicou que não será "seguramente" na sexta-feira que se irá chegar a uma decisão sobre a retirada ou não das condecorações ao empresário madeirense: o processo, complexo, "não se limita a uma reunião", referiu Ferreira Leite.

Recorde-se que as declarações de Berardo na Comissão de Inquérito à Caixa Geral de Depósitos criaram mal-estar em Belém.

A TVI sabe que o caso incomoda o Presidente da República e que, apesar de Marcelo não ter poderes para retirar condecorações, o Presidente não se deverá opor caso seja essa a intenção do Conselho das Ordens Nacionais.

Nornalmente, as condecorações só são retiradas no caso de condenações efetivas, como aconteceu recentemente com Armando Vara, mas o Conselho pode alegar conduta imprópria e desrespeitadora das instituições para fundamentar a expulsão de Berardo da Ordem do Infante D. Henrique.