O primeiro-ministro e o Presidente da República já felicitaram o acordo comercial pós-Brexit alcançado pela União Europeia e pelo Reino Unido

O Presidente da República felicitou a Comissão Europeia e o Governo britânico pelo "histórico acordo" para as futuras relações:

O Presidente da República felicita a Comissão Europeia e o Governo Britânico pelo histórico acordo hoje concluído para regular as futuras relações entre a União Europeia e o nosso mais antigo aliado, o Reino Unido”, escreveu numa nota colocada no site da Presidência da República.

O chefe de Estado português felicitou “todas as pessoas que contribuíram para este resultado”, nomeadamente a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Costa: “Saúdo vivamente o acordo alcançado com o Reino Unido"

Já António Costa saudou o acordo e, numa publicação na rede social Twitter, destacou a permanência de um “importante parceiro”.

O primeiro-ministro deixou, ainda, um agradecimento a Ursula Von der Leyen, ao responsável da comissão Europeia pelas negociações com Londres, bem como a toda a equipa negociadora da União Europeia “pelo intenso trabalho”.

Santos Silva diz que acordo "é boa notícia" que significa muito para Portugal

O ministro dos Negócios Estrangeiros considerou que o acordo comercial pós-Brexit “significa muito para Portugal” e “é uma boa notícia” para quem vive e trabalha “em países amigos”.

Em notas publicadas na rede social Twitter, o ministro Augusto Santos Silva saudou o acordo e dirigiu-se quer aos portugueses residentes no Reino Unido, quer aos britânicos residentes em Portugal.

O acordo é também uma boa notícia para os portugueses residentes no Reino Unido e para os britânicos residentes em Portugal. Eles sabem que vivem e trabalham em países amigos”, afirmou.

O ministro dos Negócios Estrangeiros também considerou o “significa muito para Portugal”.

[Significa] melhores condições para desenvolver a relação económica com o nosso primeiro parceiro fora da UE e a principal origem de turismo para Portugal e a continuação de uma relação muito próxima com o nosso mais antigo aliado”, finalizou.

/ CE