Marcelo Rebelo de Soura disse à saída da Web Summit que queria agradecer ao sem-abrigo que encontrou um bebé num contentor de lixo esta semana em Lisboa.

O Presidente da República enalteceu o gesto do homem, que considerou "mais do que cívico", "um gesto humano".

Se tudo correr bem, terei oportunidade de agradecer a esse sem-abrigo aquilo que foi um gesto mais do que cívico, humano. Quando ele andava à procura de meios de sobrevivência, salvou uma vida", frisou, em declarações aos jornalistas.

O responsável dos cuidados intensivos neonatais do Hospital Dona Estefânia, Daniel Virella, atualizou o estado do bebé, esta quinta-feira. O médico afirmou que a criança “está bem” e deve prosseguir a administração de antibióticos durante os próximos dois dias para garantir que não tem nenhuma infeção.

Veja o momento em que a criança é retirada do caixote do lixo.

Apesar de estar estável, o médico afirmou que o bebé "passou por algumas horas difíceis". Daniel Virella relevou ainda a questão social envolvente, uma vez que a criança foi abandonada e não tem qualquer registo.

O clínico aproveitou ainda para elogiar o trabalho da equipa do INEM que acorreu ao local.

Foi feito um bom trabalho pela equipa do transporte de emergência que aqueceu e estabilizou [o bebé]", afirmou.

Na tarde desta quinta feira, Daniel Virella afirmou que “é um bebé saudável”, pelo que, em termos clínicos, pode ter alta nas próximas 48 horas.

Segundo o médico, a alta do bebé depende da decisão do Estado para o acolher, nomeadamente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), reforçando que “clinicamente não há nada que impede de ter alta”.

Após ter sido internado no polo de urgência de pediatria do Hospital Dona Estefânia, onde precisou de “cuidados quase mínimos”, o recém-nascido foi transferido para a Maternidade Alfredo da Costa por “não carecer de cuidados complexos médicos e cirúrgicos”.