Se as eleições presidenciais fossem hoje, Marcelo Rebelo de Sousa seria eleito Presidente da República, logo à primeira volta, com 68,9% dos votos.

Teríamos de recuar até às eleições presidenciais de 1991 para igualar este resultado, quando Mário Soares venceu as eleições com 70% dos votos.

Nesta primeira sondagem da Pitagórica para a TVI e Observador, em segundo lugar, mas a uma longa distância, surge a candidata Ana Gomes, com 11% das preferências dos inquiridos.

Em terceiro, lugar surge o líder do partido Chega com 9% das intenções de votos, em quarto está a candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda Marisa Matias a alcançar 6,5% das preferências dos inquiridos, bastante abaixo dos cerca de 10% que conquistou há 5 anos. O comunista João Ferreira surge na quinta posição com 3,5% das intenções de voto e o candidato apoiado pela Iniciativa Liberal, Tiago Mayan Gonçalves, fica abaixo de 1% das intenções de voto.

Marcelo Rebelo de Sousa, que será entrevistado por Miguel Sousa Tavares no Jornal das 8 da TVI e na TVI24, surge assim destacadíssimo na frente nesta primeira sondagem. O atual Presidente da República vai buscar votos a todos os quadrantes políticos, incluíndo eleitores do PCP e do Bloco de Esquerda.

Marcelo Rebelo de Sousa consegue o pleno: vai buscar votos ao eleitorado de todos os partidos, incluindo àqueles que estão mais distanciados da sua família política de origem. A maioria dos votos vem diretamente de quem votou em Rui Rio nas eleições de outubro do ano passado, mas dentro deste eleitorado social-democrata, quase 10% prefere André Ventura.

Marcelo recolhe tanto apoio do PSD como do eleitorado que votou em António Costa nas últimas Legislativas, mais de 67% e só perto de 16% tenciona escolher Ana Gomes.

Quem votou no CDS de Assunção Cristas em 2019, é agora mais severo com Marcelo Rebelo de Sousa, que só recolhe perto de 37% das intenções de voto, enquanto André Ventura é o preferido de 26% do eleitorado centrista.

De acordo com esta sondagem, importa também salientar que apenas 68% dos eleitores comunistas pretende votar no candidato apoiado pelo partido, João Ferreira, 20% prefere Marcelo e 8% escolhe mesmo André Ventura.

No caso do Bloco de Esquerda, só metade do eleitorado garante que vai votar em Marisa Matias, quase 10% dá o seu voto a Ana Gomes e Marcelo ainda consegue ser o preferido de 23,5% dos eleitores bloquistas.

Da sondagem há outro dado que se destaca, apenas 2,2% admite o voto em branco ou nulo e há uma percentagem de 16,5% de indecisos, um valor baixo tendo em conta que ainda falta mais de um mês para a eleição e para a prestação dos candidatos em debates e em campanha eleitoral.