O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, numa mensagem gravada para a RTPÁfrica, que é preciso "ultrapassar rapidamente" as desigualdades e injustiças do "terrível ano" que acabou, manifestando "confiança" num melhor 2021.

É preciso ultrapassar rapidamente 2020, é preciso ultrapassar rapidamente a pandemia, é preciso ultrapassar rapidamente o que há de pior, de mais profundo, desigual e injusto na crise económica e social", disse.

O chefe de Estado português, que este ano não dirigiu a tradicional mensagem de Ano Novo aos portugueses por ser candidato às eleições presidências de 24 de janeiro, falou numa mensagem gravada para o programa especial de Ano Novo da RTPÁfrica.

Isto aplica-se a todo o mundo, aplica-se ao mundo que fala português, à comunidade que integramos, àqueles de entre nós que estão espalhados pelos nossos Estados, um pouco por toda a parte", disse, classificando como "terrível" o ano que terminou.

Para o Presidente da República este "foi um ano difícil por causa da pandemia, da crise económica e social, das barreiras entre povos, do fechar de fronteiras e do aumento das desigualdades, das injustiças no mundo".

Numa nota otimista, expressou "esperança" e "confiança" em 2021, endereçando às populações dos países africanos de língua portuguesa (PALOP) "um abraço universal falando português".

Acreditamos num melhor 2021. Vamos todos construí-lo em conjunto", disse.

/ LF