Marcelo Rebelo de Sousa falou esta segunda-feira sobre o papel da NATO e o relacionamento da Europa com os EUA com a presidente da Câmara dos Deputados deste país, Nancy Pelosi, segundo a Presidência da República.

O chefe de Estado recebeu esta segunda-feira em audiência, no Palácio de Belém, em Lisboa, pelas 15:00, a presidente da Câmara dos Deputados do Congresso dos Estados Unidos da América, Nancy Pelosi, que se deslocou a Lisboa para participar na 67.ª sessão da Assembleia Parlamentar da NATO.

De acordo com uma nota divulgada hoje à noite no sítio oficial da Presidência da República na Internet, "durante a extensa e muito amigável conversa, foram abordados temas estratégicos fundamentais da atualidade, a importância da NATO nas relações transatlânticas, o relacionamento Europa-EUA".

O Presidente da República e Nancy Pelosi conversaram ainda sobre "a posição de Portugal e dos EUA no mundo e os grandes desafios económicos e políticos que se colocam no imediato e no médio prazo", lê-se na mesma nota.

Numa intervenção em inglês na 67.ª sessão da Assembleia Parlamentar da NATO, num hotel em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa criticou o "diálogo insuficiente" na saída "embaraçosa, para dizer o mínimo", do Afeganistão e apelou a que a NATO e a União Europeia alinhem posições.

No início do seu discurso, o chefe de Estado assinalou a presença da presidente da Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos da América, Nancy Pelosi, considerando que simbolizava o "compromisso político dos legisladores norte-americanos para com a NATO".

Por parte de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou haver uma "lealdade duradoura e imutável" para com a Aliança Atlântica, da qual é membro desta a sua fundação, em 1949, "aliado nos bons e nos maus momentos".

À margem desta reunião parlamentar da NATO, Nancy Pelosi foi também recebida hoje pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e pelo primeiro-ministro, António Costa.

Agência Lusa / AG