O Presidente da República vai iniciar na quinta-feira uma visita à Região Autónoma dos Açores, em que, durante seis dias, passará por todos os concelhos de sete das nove ilhas do arquipélago.

Entre dia 1 de junho, quinta-feira, e 6 de junho, Marcelo Rebelo de Sousa vai visitar, por esta ordem, as ilhas do Corvo, Flores, Terceira, Pico, Graciosa, Faial e São Jorge, e os seus doze concelhos - mas evitando cerimónias formais nos municípios, por causa das eleições autárquicas deste ano.

Durante estes seis dias, o chefe de Estado estará sempre acompanhado pelo presidente do Governo Regional dos Açores, o socialista Vasco Cordeiro, com quem se vai reunir logo à chegada, no Corvo, a ilha mais pequena e menos povoada dos Açores.

Esta visita aos Açores, que acontece a convite de Vasco Cordeiro, foi marcada propositadamente para que Marcelo Rebelo de Sousa estivesse presente na Sessão Solene do Dia da Região, 5 de junho, no parlamento açoriano, na ilha do Faial.

De fora desta visita ficam as ilhas do grupo oriental, São Miguel e Santa Maria, que o Presidente da República deverá visitar mais tarde.

Marcelo Rebelo de Sousa vai percorrer as ilhas dos grupos ocidental e central, de Oeste para Leste, em avião militar, e na ilha das Flores irá a um miradouro para avistar, num momento simbólico, o Ilhéu do Monchique, que é o ponto mais ocidental de Portugal.

O programa do Presidente da República, hoje divulgado à comunicação social, inclui vários passeios a pé e espetáculos musicais à noite, visitas à Base das Lajes, na ilha Terceira, ao Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, no Faial, e a dois museus sobre os baleeiros, nas Flores e no Pico.

O chefe de Estado vai visitar uma escola básica e secundária, no Corvo, jantar com finalistas do ensino secundário, nas Flores, e terá um almoço com idosos, na ilha Terceira, durante o qual serão servidas as tradicionais sopas das festas do Espírito Santo, feitas de carne e pão.

O Presidente da República vai também visitar o Departamento de Oceanografia e Pescas, no Faial, e o Porto Oceânico da Praia da Vitória e o Regimento de Guarnição N.º 1 do Exército, na ilha Terceira, onde participará no XV Congresso Insular das Misericórdias.

O programa inclui ainda provas de vinho do Pico, de queijadas e licores da Graciosa, e de queijo de São Jorge.

No plano institucional, além do encontro com o presidente do Governo Regional, e da sessão solene na Assembleia Legislativa Regional, Marcelo Rebelo de Sousa terá um encontro com o presidente da Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, em representação de todos os autarcas do arquipélago.

Marcelo Rebelo de Sousa, que tomou posse em 09 de março de 2016, visitou os Açores pela primeira vez no dia 21 deste mês, exclusivamente para participar nas festas do Santo Cristo, em São Miguel.

Em 2016 realizaram-se eleições regionais nos Açores, em 16 de outubro, que o PS venceu, com a quinta maioria absoluta consecutiva, e na sequência das quais tomou posse o novo Governo regional dos Açores, no dia 04 de novembro.

Somente após a posse desse novo Governo, novamente chefiado por Vasco Cordeiro, é que ficaram acertadas a primeira deslocação do Presidente da República aos Açores, para as festas do Santo Cristo, e esta visita mais alargada, que inicialmente se previu que incluísse as nove ilhas do arquipélago.