O Presidente da República decidiu não falar ao país esta noite, como era habitual em altura de renovação do estado de emergência.

Segundo apurou a TVI, para esta decisão de Marcelo Rebelo de Sousa pesou o facto de haver alguma falta de concordância com as medidas que serão apresentadas pelo primeiro-ministro, tendo em vista o desconfinamento.

Por outro lado, como Marcelo viaja ainda esta quinta-feira para o Vaticano e como a sua comunicação ao país seria sempre após o Governo apresentar o plano, o Presidente temeu não ter tempo.

A posição de Marcelo em relação à renovação do estado de emergência será, então, transmitida através de uma nota no site da Presidência.

Para já, há apenas um comunicado a informar que o Presidente já assinou o decreto que renova o estado de emergência até ao dia 31 de março,