“Eu vou fazer o possível para que seja duradouro, neste sentido, porque se der certo é melhor para o país”, disse, em entrevista à SIC, salientando que um Presidente da República “não tem de ter estados de alma em relação ao Governo em funções".