O Presidente da República saudou, esta segunda-feira, o “recomeçar da vida” no Ensino Secundário e Superior, com a terceira fase do desconfinamento.

Marcelo Rebelo de Sousa, que visitou uma escola secundária de Lisboa com o ministro da Educação, viu a reabertura como um “sinal esperança e confiança no futuro”, sublinhando a importância da testagem e da vacinação em massa.

“As garantias da testagem e da vacinação dão solidez aos passos que todos desejamos que sejam firmes e tenham futuro, de desconfinamento e de abertura progressiva da sociedade portuguesa.”

O Presidente está satisfeito pela continuidade do plano de desconfinamento, ainda que seja necessário “tomar em consideração as circunstâncias locais”, referindo-se aos concelhos que não puderam avançar.

“Vamos fazendo os passos que é possível fazer, a pensar no futuro. (…) Esperamos que seja possível, até ao verão, ter uma percentagem muito significativa da população vacinada”, disse, acrescentando que a vacinação de quase 200 mil pessoas no fim de semana foi “uma boa notícia”, que “oferece perspetivas que não têm nada a ver com as que existiam há um ano”.

Também o ministro da Educação se referiu à vacinação de docentes e não docentes dos últimos dias como "um fim de semana para ganhar coragem".

Tiago Brandão Rodrigues acrescentou que, esta semana, a "nova fase de testagem nas escolas" vai chegar a cerca de 300 mil pessoas, entre alunos, professores e auxiliares do Ensino Secundário.

"Com a vacinação e a testagem, assistimos a dois momentos essenciais para voltar à escola", afirmou, sublinhando a importância da "socialização dos jovens" e da aprendizagem. 

Catarina Pereira