O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, subscreveu tudo o que disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, sobre a situação da Venezuela, congratulando-se por não haver "preocupações específicas quanto aos portugueses".

Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre como está a acompanhar situação na Venezuela e, em particular, dos portugueses que lá residem durante uma conferência de imprensa de balanço da sua visita de Estado à República Popular da China, no Consulado-geral de Macau.

O chefe de Estado remeteu para as declarações feitas por Augusto Santos Silva, que estava sentado ao seu lado: "Tudo o que o senhor ministro disse ontem [terça-feira], como é natural, representa tudo o que eu poderia dizer hoje, exatamente. E mais, tudo o que o senhor ministro disse ontem mantém atualidade hoje".

Depois, referiu apenas que "felizmente" a situação "não suscita preocupações específicas quanto aos portugueses" e nada mais acrescentou, voltando a remeter a questão para o chefe da diplomacia portuguesa: "O senhor ministro dirá".