O ministro Vieira da Silva recusou hoje qualquer interferência na escolha da filha Mariana Vieira da Silva para ministra do atual Governo, dizendo que não nomeia ministros e que apenas escolhe secretários de Estado.

Eu não nomeio ministros, eu escolho secretários de Estado. Quem nomeia ministros é o primeiro-ministro e nem sequer tenho interferência nesse processo. Quem me conhece sabe que isso é assim, não tenho nenhuma interferência”, afirmou aos jornalistas, no final da reunião de hoje do Conselho Económico e Social.

Vieira da Silva é pai da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, que substituiu no cargo Maria Manuel Leitão Marques.

No entanto, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social assegurou que não é por esse motivo que Mariana Vieira da Silva foi escolhida para o cargo.

Se a minha filha é membro do Governo não é por ser minha filha, é membro do Governo apesar de ser minha filha”, rematou.