O presidente da Região Autónoma da Madeira voltou a reafirmar a disponibilidade para negociar com o Governo a proposta de Orçamento do Estado para 2022. Para Miguel Albuquerque, e como estão as coisas atualmente, os três deputados do PSD Madeira vão votar contra.

Eu estou disponível para conversar com quem quiser conversar comigo", disse.

O madeirense criticou a ausência de um pacto de governabilidade, falando num Orçamento do Estado que "vão levar o país para a ruína e para um novo resgate", dizendo que o país está "nas mãos da extrema-esquerda".

Para Miguel Albuquerque, é melhor um Orçamento de duodécimos que um "Orçamento de ruína".

As palavras do líder madeirense vão de encontro às de Rui Rio, depois de o presidente do PSD ter dito que todos os 79 deputados vão votar contra.

A votação do documento conta com os votos a favor do PS, que tem 108 deputados. O PAN, com três deputados, e as deputadas não inscritas Cristina Rodrigues e Joacine Katar Moreira já anunciaram a abstenção. Os restantes partidos, com Bloco de Esquerda e PCP incluídos, já anunciaram votos contra, o que coloca o Orçamento do Estado em posição de chumbo, num cenário que deverá levar a eleições antecipadas.

António Guimarães