"Bruxelas mostrou-se muito reticente para que houvesse fundos comunitários disponíveis para a requalificação de edifícios escolares, fruto de erros do passado. Mas nós demonstrámos a situação existente no país, e fizemos valer o nosso ponto de vista, ou seja, há escolas - uma quantidade significativa de escolas - que têm de ser requalificadas", frisou o governante.














"Inicialmente fiquei preocupado com o valor anunciado que não me parecia escasso já há muitas carências ao nível da rede de águas, aquecimento, cobertura do imóvel entre outras necessidades. Estou certo que os 2,4 milhões de euros anunciados não vão chegar, mas fiquei mais descansado, após saber que há uma almofada financeira do Parque Escolar", concluiu.