Marcelo Rebelo de Sousa diz que as novas medidas de austeridade anunciadas poderiam ter sido ainda piores. No seu comentário deste domingo, no Jornal das 8, o professor considera que o Governo optou por reconsiderar em algumas matérias e acredita que algumas das propostas ainda vão ser alteradas.

«Este ano não vai ser tão sentido pelos portugueses. Para 2014 havia duas visões diferentes, a visão pura de Vítor Gaspar e a de Paulo Portas, que não se pode dizer pura. As medidas são penalizadoras, mas são muito menos penalizadoras do que se pensava. Mesmo a dos pensionistas vai cair, porque se vai buscar dinheiro a cortes nos ministérios e na estrutura do Estado. As medidas não deixam de ser pesadas em 2014, não deixarão de ser pesadas em 2016, mas isso é outro Governo, e em 2015 têm uma folgazinha ou não fosse ano de eleições», perspetivou Marcelo.

Portas vs Passos: «É comparar um clube profissional com um amador»

«Gaspar é um leão ferido mas não moribundo»
Redação / CM