Marcelo Rebelo de Sousa diz que as explicações de Paulo Portas ao país sobre as novas medidas de austeridade foram melhores do que as do primeiro-ministro. O comentador da TVI considera mesmo que ouvir o líder do CDS foi como ver televisão a cores, enquanto Passos parecia a preto e branco.

«Não sei se há dois Governos, mas há pelo menos dois porta-vozes políticos do Governo, que têm discursos diferentes. E, para mim, o mais doloroso é que o discurso do líder do CDS é bem melhor que o do líder do meu partido. Um é televisão a cores e outro a preto e branco.

Passos Coelho fez um discurso melhor que todos os outros que fez, mas em que não explica uma medida, não tem grandes toques de sensibilidade social e aproxima-se insuficientemente dos portugueses num momento que é crucial. Já o discurso de Portas é exatamente o contrário, não tem comparação. É comparar um clube profissional com um amador», considerou o professor no Jornal das 8, neste domingo.

«Gaspar é um leão ferido mas não moribundo»

«Medidas de austeridade vão ter uma folgazinha em 2015»
Redação / CM