José Sócrates está empenhado em que o PS vote contra o Orçamento do Estado para o próximo ano. Diz o jornal «Público» deste domingo que o antigo primeiro-ministro tem telefonado a deputados próximos para que chumbem a proposta. Uma pressão que está a criar instabilidade na bancada socialista.

António José Seguro tem adiado a decisão sobre o sentido de voto do PS para o Orçamento do Estado, mantendo via aberta para as negociações.

O jornal «Público» escreve que José Sócrates tem falado ao telefone com alguns dos seus próximos. E a verdade é que mesmo sem posição oficial definida pelo partido, alguns socialistas já assumiram publicamente o que não querem.

O PS está contra o aumento do IVA na restauração, contra os cortes dos subsídios dos funcionários públicos e diverge das contas do Governo sobre o buraco de mais de 3 mil milhões de euros.

O partido decide o sentido de voto na comissão política nacional, na próxima quinta-feira. Até lá, vai gerindo a pressão que divide a bancada e o braço de ferro entre o actual e o anterior secretário-geral.
Redação