A Assembleia da República anunciou, esta quarta-feira, o pedido de renúncia de Rosa Albernaz ao seu mandato de deputada socialista, eleita por Aveiro e que estava no parlamento desde a segunda legislatura (1980/1983), sendo substituída por António Cardoso.

Segundo uma nota publicada pelo vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS Filipe Neto Brandão, Rosa Albernaz cessa as suas funções de deputada por motivos familiares.

Fê-lo pela mais feliz das razões: Há poucos dias, a sua filha fê-la avó de trigémeos e a sua presença e apoio junto da família passou a revestir-se de uma relevância incompatível com a exigência dos trabalhos parlamentares em Lisboa", refere Filipe Neto Brandão em relação à deputada socialista de Espinho que, ao longo das últimas legislaturas, se destacou pela sua defesa da causa dos direitos dos animais.

Professora de profissão, Rosa Albernaz tem desempenhado as funções de membro das comissões Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, Defesa Nacional, e Agricultura e Mar, sendo, ainda, coordenadora dos deputados do PS eleitos pelo círculo de Aveiro.

Rosa Albernaz é presidente das Mulheres Socialistas do PS de Aveiro, representante do parlamento na União Interparlamentar (UIP), vice-presidente da Comissão Democracia e Direitos Humanos da UIP e membro da Comissão da União Interparlamentar com as Nações Unidas.

Foi vice-secretária da Mesa da Assembleia da República na IX, X e XI Legislaturas.