O PSD considera que o discurso de Teixeira dos Santos esta tarde no Parlamento se tratou de «uma confissão do falhanço» das políticas do Governo, acusando o Executivo de «chantagear o país» e de por isso estar «ferido de morte».

«O processo de apresentação do PEC, a circunstância do Governo se ter comprometido com os nossos parceiros europeus nas costas dos portugueses e à revelia dos demais órgãos de soberania, a juntar aos sucessivos falhanços dos objectivos do Governo, retiram-lhe autoridade política, respeitabilidade e credibilidade», disse o deputado Luís Montenegro.

Para o parlamentar, a apresentação de novas medidas de austeridade trata-se de «enganar o país». «Enganar o país é grave. Chantagear o país, só para manter o poder é inaceitável».

«O Governo perdeu toda a confiança dos portugueses e sem confiança o Governo está ferido de morte», apontou.

«PSD tem o dever patriótico de com seriedade e serenidade travar este caminho errado e sem futuro do Governo socialista».
Hugo Beleza