Carlos César é novamente candidato único ao cargo de presidente dos socialistas e a sua reeleição será anunciada logo na abertura dos trabalhos do 23.º Congresso do PS, no sábado de manhã, em Portimão.

Membro do Conselho de Estado, presidente do Governo Regional dos Açores entre 1996 e 2012, líder parlamentar socialista na anterior legislatura, Carlos César desempenha as funções de presidente do PS desde novembro de 2014, coincidindo com a eleição de António Costa para o cargo de secretário-geral deste partido.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC) deste fim de semana e líder da federação socialista do Algarve, Luís Graça, referiu que os 1.029 delegados eleitos, e mais 155 com inerência e direito a voto, podem começar a votar para o cargo de presidente do PS já a partir de sexta-feira às 12:00 por via eletrónica, até sábado de manhã.

Além do presidente do partido, os delegados socialistas irão também votar por meios eletrónicos para a Comissão de Verificação de Poderes e para a Comissão de Honra.

No sábado, pelas 11:00, quando Carlos César fizer o discurso de abertura do congresso, na qualidade de presidente do partido, já estes resultados terão sido anunciados”, referiu Luís Graça.

O presidente da COC adiantou que os delegados que tiverem por algum motivo dificuldade de acesso à aplicação informática que permite o voto à distância poderão sempre votar presencialmente na Arena de Portimão, a partir das 09:00 de sábado.

Outra diferença em relação ao passado é o processo de inscrição dos delegados que pretendam discursar durante os dois dias de congresso.

“Logo no processo de acreditação, os delegados têm a possibilidade de assinalar se querem falar no congresso. Além da inscrição por via da aplicação informática no telemóvel do delegado, este também tem sempre a possibilidade de se inscrever presencialmente na Arena de Portimão, até às 10:30 de sábado”, declarou Luís Graça.

O presidente da COC prometeu que neste congresso haverá um maior rigor em termos de prazo de entrega de listas para a Comissão Nacional do PS, o órgão máximo partidário entre congressos.

“O prazo vai terminar às 17:00 de sábado”, três horas antes do início do processo de votação – também eletrónico – das moções políticas de orientação global, salientou o líder da Federação do Algarve do PS.

Luís Graça acrescentou que no congresso do PS, no domingo de manhã, antes da sessão de encerramento, serão apresentadas mais de 20 moções setoriais – propostas que apenas vão ser discutidas e votadas mais tarde em reunião de Comissão Nacional deste partido.

“No congresso, apenas serão apresentadas as moções setoriais em que o primeiro subscritor delas esteja presente”, advertiu o presidente da COC.

Após a apresentação das moções setoriais, no domingo ao fim da manhã, segue-se o anúncio dos resultados das votações para os órgãos nacionais e o discurso de encerramento do congresso a cargo do secretário-geral eleito, António Costa.

/ JGR