«A situação na Grécia não foi discutida, mas foi objeto de referência por parte do presidente do Eurogrupo e do primeiro-ministro grego, que deram conta daquilo que tinham sido os esforços desenvolvidos recentemente (...) Daquilo que lhe ouvi [de Tsipras], não ouvi nada de diferente que não tivesse sido já transmitido através dos media e, por isso, percebi a dificuldade de alguém que sente que foi eleito contra um programa que está a ser executado e que, no entanto, tem uma execução que é indispensável à observância das regras a que todos estamos obrigados na UE».


«Não faria sentido estar a discutir sem ter uma base de discussão», explicou.

o país que mais ajudou a Grécia

A solução tem de ser encontrada em coordenação com as instituições financeiras. Não pode deixar de haver uma situação que seja adotada pela própria Grécia.


TVI

Mariano Rajoy teve resposta



via Twitter

«acabou a troika e acabou o memorando»













«o mais rápido possível»