«Olhamos agora para o futuro com uma nova confiança no nosso país, na nossa identidade e nas nossas escolhas colectivas. Está ao nosso alcance abrir agora uma página da nossa história, depois de ultrapassada e vencida a ameaça que todos conhecemos. E vencemo-la como vencemos as ameaças que tivemos de enfrentar no passado. Com a nossa vontade e com a força da nossa alma», afirmou Passos Coelho, fazendo referência à «ameaça da invasão dos castelhanos» naquela histórica batalha. Sobre a troika, o primeiro-ministro afirmou que esta «também foi superada com êxito».




Teixeira dos Santos considerou esse como «o dia mais longo e mais difícil».
Redação / AM