O PCP acusa José Sócrates de estar a «condicionar o trabalho da comissão de inquérito», estranhando como reage assim alguém que está «tão à vontade» sobre o negócio PT/TVI, informa a Lusa.

«Se o senhor primeiro-ministro está tão à vontade sobre estas matérias não percebemos porquê esta sua reacção no sentido de começar desde já a condicionar o trabalho da comissão de inquérito», disse hoje à Lusa o membro da comissão política do PCP Jorge Pires, reagindo à entrevista do primeiro-ministro .

O dirigente comunista referiu que o partido «não está de acordo com a tese desenvolvida na entrevista», porque tem defendido desde o princípio que a comissão de inquérito «não deve ser encarada como uma comissão da moção de censura ao Governo». «Podemos aqui aplicar o ditado popular «quem não deve não teme», afirmou.

Contactado pela Lusa, o Bloco de Esquerda preferiu não reagir a esta entrevista do primeiro-ministro porque, segundo fonte do partido, «não há nenhuma novidade, nem nada de relevante a comentar».
Redação / CLC