Um grupo de lesados do BES tentou aproximar-se de António Costa, assim que chegou a Coimbra. Viveram-se momentos de tensão, mas os seguranças do primeiro-ministro conseguiram afastar os manifestantes.

No quinto dia de campanha para as Europeias, Pedro Marques e António Costa foram interpelados por um grupo de lesados do BES que ostentavam camisolas do Partido Socialista.

Incialmente, quando questionado pelos jornalistas sobre se não pretendia falar com os manifestantes, António Costa ignorou as perguntas. Mais tarde, o primeiro-ministro acedeu a responder a estas questões e garantiu que o grupo representa uma minoria dos lesados do BES, porque foi encontrada uma solução para "uma maioria relativamente expressiva".

Em declaração aos jornalistas, Costa garantiu que houve "um processo de diálogo ativo entre as associações dos lesados do BES como os do BANIF, a CMVM e o Banco de Portugal, que conseguiu encontrar uma solução que teve uma adesão de 99% dos lesados".