O deputado do PS Pedro Marques revelou nesta segunda-feira que a moção de censura do PS «deverá ser entregue na corrente semana, sendo depois discutida no início de abril».

Interrogado sobre o teor da carta escrita à Troika pelo secretário-geral do PS, António José Seguro, o ex-secretário de Estado referiu que se o seu partido decidiu censurar o Governo é porque «o PS tem por objetivo que o país mude de Governo, mas sobretudo que o país mude de política».

«É preciso renegociar, é preciso alterar profundamente este processo de ajustamento e parar com este ajustamento apenas sustentado na austeridade, que continua a levar o país para uma espiral recessiva. É preciso frisar que, nos últimos dois anos, o Governo duplicou a dose de austeridade prevista no memorando inicial», disse Pedro Marques, como escreve a agência Lusa.
Redação