A Assembleia da República aprovou esta quarta-feira, por unanimidade, um voto de pesar apresentado pelo presidente da Assembleia da República pela morte do piloto do helicóptero acidentado em Sobrado, Valongo.

No passado dia 5 de setembro, ocorreu um trágico acidente com um helicóptero envolvido no combate ao incêndio em Sobrado, no concelho de Valongo, distrito do Porto, do qual resultou a morte do seu piloto, Noel Ferreira, de 36 anos”, recorda o texto apresentado por Eduardo Ferro Rodrigues.

O texto destaca que o capitão-piloto da Força Aérea e comandante dos Bombeiros Voluntários de Cete “quis colocar o seu conhecimento e experiência ao serviço do combate ao flagelo dos incêndios, num exemplo de dedicação e bravura”.

A Assembleia da República, reunida em Comissão Permanente, lamenta a fatídica ocorrência e transmite as suas mais sentidas condolências aos familiares, amigos e colegas da vítima, expressando o seu mais profundo pesar pelo sucedido”, refere o voto de pesar.

Noel Ferreira morreu na semana passada quando o helicóptero que pilotava se despenhou enquanto combatia um incêndio em Valongo.

Segundo testemunhas oculares, a aeronave terá embatido em cabos de alta tensão, tendo-se incendiado.

Uma equipa do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários deslocou-se a Valongo para a recolha de evidências necessárias para o apuramento das causas do acidente.