O PCP considerou que a entrevista do Procurador-Geral da República pretende «alijar responsabilidades» e «visa um controlo e reforço de poderes que não contribuiria para a independência do Ministério Público».

Jorge Cordeiro, da comissão política do PCP, afirmou ainda, em declarações à Lusa, que as declarações de Fernando Pinto Monteiro publicadas pelo Diário de Notícias (DN), são «um passa culpas e, em ultima instância, uma contribuição para a degradação da imagem da justiça».

«Tenho os poderes da Rainha de Inglaterra»
Redação / SM