“Achei um piadão ontem (segunda-feira), Marcelo Rebelo de Sousa, naquele estilo próprio que tem em que dizia: ‘bom, eu nem vou usar cartazes porque isso é um custo, é um gasto, o país não está para isso’. Obrigadinho, com as calças do meu pai também sou um homem porque, obviamente, anda há quatro ou há seis ou há não sei quantos anos nas televisões a fazer propaganda gratuita, portanto não precisa de cartazes”, disse.




“Cavaco Silva assumiu o seu papel de filiado no PSD, não de Presidente da República, não de presidente de todos os portugueses, mas claramente membro do PSD, que fez tudo para encontrar a solução que melhor convinha ao seu partido”, disse.