O Presidente da República fez dois testes PCR à presença do SARS-CoV-2 durante a semana, um deles este sábado, com resultados negativos, foi hoje anunciado, na sequência das notícias sobre elementos da seleção nacional de futsal que estão infetados.

De acordo com fonte oficial da Presidência da República, a cerimónia de homenagem em Belém aos jogadores da seleção nacional de futsal, campeões do mundo, na segunda-feira, “decorreu ao ar livre” e o chefe de Estado “esteve sempre de máscara, exceto no momento” em que discursou.

O Presidente da República continua a efetuar testes regularmente, tendo os dois últimos testes PCR, de terça-feira e hoje, sido negativos”, acrescentou a mesma fonte.

Há pelo menos três casos confirmados, entre os quais o selecionador, Jorge Braz, o diretor da modalidade, Pedro Dias, sendo que pelo menos maus um jogador infetado. 

Os resultados positivos surgiram depois de um teste feito em Portugal, depois da vitória frente à Argentina.

No momento da homenagem em Belém, a comitiva tinha um teste PCR com resultado negativo feito há menos de 24 horas.

De recordar que a seleção regressou a Portugal na segunda-feira, dia em que passou pela Cidade do Futebol e depois foi recebida pelo Presidente da República, no Palácio de Belém.

A comitiva foi testada durante o Campeonato do Mundo (de dois em dois dias), e entretanto fez novos testes em Portugal, até porque os jogadores voltaram ao contexto dos clubes, e entretanto surgiram os resultados positivos.

Agência Lusa / MJC