A Presidente da Estónia, Kersti Kaljulaid, afirmou hoje que o país está muito interessado em encontrar parcerias em Portugal e garantiu que a visita de Estado que está a decorrer irá ajudar a este objetivo.

"Esta é uma excelente oportunidade para aumentar a cooperação entre os dois países", disse em declarações conjuntas com o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, depois de uma visita ao Palácio de Belém, em Lisboa.

A Presidente da Estónia está em Portugal entre hoje e quarta-feira, a convite de Marcelo Rebelo de Sousa, para aquilo que a presidência chamou de “um programa multifacetado”, [que] permitirá ilustrar a importância do relacionamento bilateral, bem como o potencial ainda existente para o seu aprofundamento".

"Temos empresas muito interessadas" em Portugal e em criar parcerias, sublinhou Kersti Kaljulaid, elogiando a forma como Portugal ultrapassou a crise económica dos últimos anos.

A chefe de Estado da Estónia também convidou o Presidente português para visitar o seu país, assegurando que "mais visitas serão muito bem-vindas", estendendo o convite informal a todos os portugueses.

A Presidente da Estónia foi recebida hoje de manhã por Marcelo Rebelo de Sousa com honras militares, na Praça do Império, em Lisboa, e seguiu para um almoço oferecido pelo primeiro-ministro, António Costa.

Kersti Kaljulaid será ainda recebida no parlamento pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, visitando a seguir, num passeio de elétrico, “alguns dos bairros e ruas mais emblemáticos de Lisboa”.

Será ainda recebida pela ministra da Presidência e Modernização Administrativa “sobre soluções digitais aplicáveis à governação” antes de comparecer a um jantar no Palácio da Ajuda, oferecido por Marcelo Rebelo de Sousa.

Estónia pode contar com Portugal como "amigo e parceiro" na União Europeia 

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que a Estónia pode continuar a contar com Portugal como "amigo e parceiro" na União Europeia que apoia soluções justas, consensos e solidariedade.

Marcelo Rebelo de Sousa falava perante a sua homóloga estónia, Kersti Kaljulaid, que hoje recebeu no Palácio de Belém, em Lisboa, no início da sua visita de Estado a Portugal.

O chefe de Estado português descreveu a Estónia como "uma sociedade tecnologicamente avançada, pioneira em soluções digitais para o século XXI e um país comprometido com o projeto europeu" e elogiou a "brilhante recente presidência estónia do Conselho da União".

Falando em inglês, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que esta visita de Estado de Kersti Kaljulaid a Portugal permitirá "aprofundar o debate" sobre temas como o próximo quadro financeiro plurianual, a reforma da União Económica e Monetário e o aprofundamento do mercado europeu.

Em todas estas áreas, a Estónia pode continuar a contar com Portugal como um amigo e um parceiro que apoia soluções justas, promove consensos e acredita no valor da solidariedade. É a única forma de dar uma resposta às preocupações e expectativas dos nossos cidadãos, evitando o populismo e assim tornando a União um espaço mais próspero e coeso", afirmou.

Kersti Kaljulaid e Marcelo Rebelo de Sousa estiveram juntos em setembro do no ano passado na Letónia, na 14.ª reunião do Grupo de Arraiolos, constituído por chefes de Estado não executivos da União Europeia.

No final deste encontro a dois, no Palácio de Belém, o Presidente português classificou como "excelentes" as relações políticas entre Portugal e a Estónia.

Conhecemo-nos há muitos anos, como testemunham os registos de trocas comercias durante os tempos das descobertas portuguesas. Uma aliança que tem sido fortalecida pela nossa pertença comum à União Europeia e à NATO, bem como pela nossa mútua compreensão dos desafios que as nossas sociedades enfrentam", disse.

Marcelo Rebelo de Sousa expressou orgulho no contributo português para a vigilância do espaço aéreo do Mar Báltico e referiu que "Portugal sempre apoiou uma Estónia independente, cujo centenário foi celebrado no ano passado".