O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que o Orçamento de Estado para 2022 fica “fechado” esta sexta-feira e que vai ser bom para o país, dando uma “atenção muito particular” à classe média e às novas gerações.

“Vamos ter hoje um bom orçamento que entrará na segunda-feira na Assembleia da República”, afirmou Costa aos jornalistas, à margem de uma visita oficial à exposição "Joan Miró: Signos e Figuração" na Fundação de Serralves, no Porto.

Segundo o governante, o documento vai ser um bom contributo para o crescimento e para a recuperação da economia, algo que é absolutamente fundamental.

Além disso, acrescentou, o Orçamento de Estado vai dar uma “particular atenção” quer à classe média, quer às novas gerações.

Questionado sobre a existência de dificuldades na elaboração do orçamento, o primeiro-ministro lembrou que este é sempre um processo delicado, sendo “particularmente delicado” num momento em que o país está a sair de uma grande crise económica.

É um processo que é sempre delicado, como é evidente, particularmente delicado num momento em que saímos de uma situação tão difícil como uma grande crise económica, uma grande quebra da receita com um grande aumento das despesas”, vincou.

Perentório em dizer que o documento fica fechado hoje, António Costa recordou que, depois, será objeto de debate na Assembleia da República onde há de ser melhorado com a intervenção dos diferentes partidos políticos e as contribuições de cada um.

Agência Lusa / MJC