Augusto Santos Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares e dirigente socialistas, defendeu esta terça-feira que o objectivo do PS nas legislativas é «renovar a maioria» e defende que os portugueses «não perdoariam» se o Governo mudasse de políticas, escreve a Lusa.

No final da reunião da comissão política do PS, o ministro reconheceu, no entanto, existirem «alguns sinais de insatisfação», mas defendeu que não há razões para qualquer inversão de políticas. «Do meu ponto de vista os portugueses não perdoariam se o Partido Socialista fizesse agora qualquer inflexão estratégica», afirmou.

Em seguida Santos Silva acrescentou que «podem encontrar-se várias razões que expliquem alguma insatisfação» como, por exemplo, «a crise internacional e seus efeitos em Portugal» e «algumas roturas que foi necessário fazer» e que podem ter atingido «alguns interesses sectoriais».

Mas o objectivo para as legislativas é só um: «O PS quer renovar a maioria».
Redação / PP