A candidata do PSD à Câmara da Amadora, Suzana Garcia, anunciou, esta terça-feira, que pretende recuperar o Estádio José Gomes, na Reboleira, no âmbito do processo de insolvência que está ainda em curso. 

O Estádio pertence à Amadora, tem de ser entregue à Amadora e a todas as outras atividades desportivas que existem e aquelas outras que ambicionamos que venham a existir também", disse a candidata apoiada pelo PSD e pelo CDS-PP, em declarações aos jornalistas numa conferência de imprensa em que compareceu sem figuras de peso de ambos os partidos.

Suzana Garcia referiu que um dos objetivos, enquanto candidata ao município, passa por transformar a Amadora numa "cidade desportiva", cujo núcleo seria o estádio que foi a casa do Estrela da Amadora.

Nós decidimos que no nosso projeto, que iremos apresentar à comunicação social, é necessário construir aqui, na Amadora, uma cidade desportiva. Essa cidade desportiva será exatamente aqui, na Reboleira". 

O Estádio José Gomes, também conhecido como Estádio da Reboleira, foi fundado em 1957, faliu em 2009, foi considerado insolvente em 2010 e extinto no ano seguinte. Em causa, estavam dívidas no valor de 36 milhões de euros às Finanças, Segurança Social, fornecedores, funcionários e jogadores. 

A SAD do Estrela da Amadora, liderada por André Geraldes, apresentou, no dia 15 de abril, uma proposta de dois milhões de euros para a sua aquisição, estando perto de colocar um ponto final a um processo de 12 anos.

Questionada pela TVI relativamente ao apoio do CDS-PP e às declarações de Rui Rio, sobre alegados excessos verbais, Suzana Garcia mudou de tom e garantiu que o partido de Francisco Rodrigues dos Santos a apoia, excusando-se a responder ao resto. 

Cláudia Évora