O diretor da campanha da coligação Juntos Somos Coimbra reclamou hoje vitória por maioria absoluta da Câmara Municipal de Coimbra, que era liderada pelo PS desde 2013.

Com toda a certeza, podemos dizer que ganhámos estas eleições com uma maioria absoluta, o que era fundamental para dar a volta a Coimbra”, afirmou o diretor da campanha do Juntos Somos Coimbra, António Maló de Abreu, acompanhado de gritos de “vitória” na sala de uma unidade hoteleira da cidade, em que a coligação PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança acompanha os resultados.

Para o responsável, aconteceu “uma grande vitória da coligação Juntos somos Coimbra e de quem a encabeça, José Manuel Silva, que é o futuro presidente da Câmara Municipal de Coimbra”.

Reagindo às várias sondagens que apontavam para uma vitória confortável de José Manuel Silva, Maló de Abreu salientou que os dados apontam para uma “derrota muito clara do PS e de António Costa, que fez em Coimbra as últimas grandes promessas, vestido de primeiro-ministro”.

“É também uma derrota do PS, quando nós aqui em Coimbra derrotamos o presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses”, Manuel Machado, frisou.

Bateram-se palmas e distribuíram-se abraços entre a equipa da campanha, assim que às 21:00 foram anunciados os resultados das sondagens, que dava uma vitória à coligação, com 42% a 47% para José Manuel Silva, e 27% a 31% para Manuel Machado, atual presidente de Câmara que se recandidatava pelo PS.

Para além de dedicar a vitória ao “povo de Coimbra”, pela sua votação “expressiva e esmagadora”, Maló de Abreu agradeceu também a toda a equipa e líderes partidários por assumirem “esta candidatura de rutura”.

“Vamos ao trabalho, vamos à obra”, concluiu, sob fortes aplausos.

Os candidatos à Câmara de Coimbra são o atual presidente do município, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (coligação Juntos Somos Coimbra – PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança), Francisco Queirós (CDU), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (coligação Coimbra é Capital - PDR/MPT) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).

Agência Lusa / HCL