O líder do PSD defendeu esta quarta-feira a nomeação de um militar para coordenar a ‘task force’ do plano de vacinação contra a covid-19, em substituição de Francisco Ramos, que se demitiu hoje à tarde, por se tratar de uma operação logística.

Uma das possibilidades que temos era pedir o apoio das Forças Armadas ou do Exército, que têm formação nesta área” de logística, afirmou Rui Rio num comentário à demissão de Francisco Ramos, hoje conhecida.

Apesar de se tratar de uma questão de saúde, com a distribuição de vacinas contra a covid-19 – “um dos bens mais importantes e escassos em Portugal” -, Rio afirmou que o mais importante é a operação de logística.

O dr. Francisco Ramos é da área da saúde, mas nós aqui precisamos de pessoas da área da logística, que tenham capacidade de planear uma distribuição em grande escala”, insistiu.

/ MJC