O presidente do maior partido da oposição, PSD, desejou esta quinta-feira um 2021 “muito melhor” do que 2020, sobretudo no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e voltou a fazer reparos ao Governo quanto à TAP e Novo Banco.

Rui Rio dirigiu-se ao país numa mensagem de boas festas gravada em vídeo e publicada na página oficial do PSD na Internet e nas redes sociais Twitter e Facebook.

Desejar um ano de 2021 melhor que 2020 é fácil porque 2020 foi particularmente difícil para quase todos nós. Aquilo que desejamos é um ano de 2021 muito melhor do que 2020. Para isso, temos de debelar a pandemia, temos, cada um de nós, saber comportar-se e conduzir bem as nossas vidas”, disse.

Segundo o líder social-democrata, “o Governo tem um papel especial em que precisa de governar melhor do que aquilo que tem vindo a fazer, desde logo, no SNS, onde o combate ao vírus é difícil”, mas também há “o combate às outras doenças”.

Esperemos que, em 2021, o Governo consiga reorganizar o SNS de molde a que a nossa taxa de mortalidade venha para aquilo que é normal e não morram mais portugueses porque a assistência neste momento é muito mais deficiente do que aquilo que normalmente é”, insistiu.

Antes de terminar, manifestando “esperança” em “voltar a relançar o país”, Rio deixou reparos ao executivo minoritário socialista liderado por António Costa, sublinhando que o PSD, “desde o princípio”, tem “cooperado com o Governo no combate à pandemia”.

Milhões e milhões de euros de impostos dos portugueses têm vindo a ser despejados em cima da TAP e do Novo Banco por erros de gestão e até de opções políticas. Esperemos que 2021 seja um ano diferente porque esse dinheiro faz falta em muitos outros sítios: na Saúde, na Educação ou na redução ou não aumento da dívida pública, que continua a crescer”, desejou.

/ CE