O Governo vai promover uma nova reunião com especialistas no Infarmed para debater as regras da pandemia a partir de outubro, uma vez que, no fim deste mês, Portugal vai ter 85% da população totalmente vacinada.

Quando essa meta for atingida, a "intenção" do Executivo é, então, promover nova reunião no Infarmed "para debater o novo patamar e medidas que se devem aprovar".

Segundo a ministra Mariana Vieira da Silva, as medidas que saírem dessa reunião não significarão a libertação total, mas antes o "levantar" de algumas restrições.

“Não podemos assumir que existirá o fim total das restrições. Vamos é atingir um patamar de vacinação que nos permite levantar algumas regras."

Concretamente em relação ao uso de máscara no exterior, a ministra de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros "atirou" para a DGS o "detalhar" das circunstâncias em que essa deverá continuar a ser utilizada.

"Podemos chegar a uma situação em que já não existe obrigatoriedade, mas recomendações da DGS. Deixando de ser uma obrigação o uso de máscara na rua, o que teremos são recomendações das situações em que esse uso deve continuar."

Mariana Vieira da Silva antevê que o país continue a viver com medidas restritivas e avisa os portugueses que caberá a cada um seguir as recomendações que serão feitas.

"Viveremos com medidas obrigatórias e com recomendações da DGS em algumas matérias, a partir do inicio de outubro. Cabe a cada um de nós cumprir o que é recomendado."

Catarina Pereira