Desde a sala das bolachas "táticas", essencial ao sucesso da fórmula da Geringonça, à música de Gente Que Não Sabe Estar para a mulher do ministro, Pedro Nuno Santos falou da relação com Fernando Medina, que disputa com o governo qual o melhor programa de apoio à habitação, mas com quem partilha a mesma casa.

Questionado sobre a "ajuda" que Sócrates veio dar ou que Manuel Maria Carrilho poderia dar na campanha do PS sobre violência doméstica, o ministro lembrou que Miguel Relvas talvez pudesse dar uma ajuda na área do ensino superior ou Dias Loureiro na área da banca.