Basílio Horta tomou esta terça-feira posse para um novo mandato à frente da Câmara Municipal de Sintra. Na cerimónia, que decorreu no Centro Cultural Olga Cadaval, o segundo candidato mais votado nas eleições de 26 de setembro tentou cumprimentar o presidente eleito, o que lhe foi recusado.

Ricardo Baptista Leite, do PSD, partilhou um vídeo em que é visível a sua intenção de cumprimentar o candidato do PS. Nas mesmas imagens é também possível ver Basílio Horta a negar o cumprimento.

Questionado sobre o assunto pela TVI24, Basílio Horta justifica a atitude com os "ataques e insultos pessoais" que ocorreram durante a campanha autárquica, que teve algumas trocas de críticas entre os dois candidatos.

Basílio Horta acrescenta que vai respeitar Ricardo Baptista Leite enquanto vereador da Câmara Municipal de Sintra, mas que não vão existir relações pessoais, apenas institucionais. 

Sintra merece mais. O presidente eleito Basílio Horta recusou-se a cumprimentar o candidato do segundo partido mais votado. As pessoas de Sintra só perdem com estas birras pessoais. Da minha parte, continuarei a defender Sintra e não nos deixaremos intimidar com faltas de educação", afirmou Ricardo Baptista Leite na sua conta do Facebook.

Em resposta à TVI24, Ricardo Baptista Leite lamenta que Basílio Horta não tenha ultrapassado as tensões ocorridas durante a campanha, afirmando-se disponível para trabalhar para a construção de uma alternativa em Sintra.

Basílio Horta foi eleito com 35,29% dos votos (cinco mandatos), entrando assim no terceiro mandato, depois de oito anos à frente da autarquia de Sintra.

Ricardo Baptista Leite, que obteve 27,52%% dos votos (quatro mandatos), vai assumir o cargo de vereador, ao mesmo tempo que já é sabido que PS e CDU vão partilhar pelouros.