A guerrilha interna está ao rubro no PSD. Oficialmente, Rui Rio e Paulo Rangel têm usado o e-mail para fazer chegar a sua mensagem aos militantes, mas o tempo está a contar e a pressão sobe de tom a cada dia.

Com o Conselho Nacional agendado para o próximo sábado, o atual líder do PSD deixou esta terça-feira na sua rede social preferida, o Twitter, uma notícia antiga, de 2019, quando Paulo Rangel era o seu cabeça de lista às eleições europeias.

Ironia das ironias, as palavras então usadas pelo eurodeputado são literalmente o argumento agora usado por Rui Rio para defender que deve ser adiada a discussão interna da liderança:

Vamos estar a fazer uma discussão interna enquanto os outros partidos estão a fazer campanha eleitoral", dizia Paulo Rangel, no estúdio da TVI24, referindo-se ao desafio lançado por outro adversário de Rui Rio, Luís Montenegro, em janeiro de 2019.

Não tardou muito, quase a seguir a esse tweet de Rui Rio a reviver o passado, entre os apoiantes da direção atual começou a circular esse vídeo.

As eleições diretas no PSD estão marcadas para 4 de dezembro. Já no próximo sábado reúne-se em Aveiro o conselho nacional do partido, com os apoiantes de Paulo Rangel a defenderem a antecipação do congresso para que possam ser feitas as listas e o programa eleitoral do PSD dentro do calendário das previsíveis eleições legislativas antecipadas.

A direção de Rui Rio acrescentou na agenda outro ponto para discutir a situação política depois do chumbo do orçamento do Estado no parlamento.

Paula Caeiro Varela