Paulo Rangel está a preparar o terreno para avançar como candidato à liderança do PSD.

Esta pode ser a segunda vez que o eurodeputado se apresenta como candidato à liderança do partido, depois de em 2010 ter concorrido contra Passos Coelho e Aguiar Branco.

Em 2017 também ponderou avançar com uma candidatura, mas acabou por recuar já perto da data.

Desta vez, Paulo Rangel considera ter todas as condições pessoais e políticas, tendo trilhado um caminho de proximidade com as diferentes estruturas, depois de ter percorrido o país em diferentes projetos.

Joana Reis