"Mais de 28 mil pessoas estão a ser apoiadas em géneros, cantinas ou cartão para aquisição de alimentos", disse Rubina Leal, respondendo aos deputados no segundo dia do debate do programa do Governo Regional da Madeira, que decorre na Assembleia Legislativa.


"Tem de haver programas específicos para responder aos problemas das famílias", declarou.








"Não há incongruência no programa do governo. Há realismo e rigor. Vamos olhar para a nossa realidade, reequacionar e requalificar os espaços existentes e, só depois, pensar em novos", disse.






Redação / AM