O presidente da Câmara de Lisboa, o socialista António Costa, foi até à sede do CDS/PP participar num debate sobre a reforma do poder local.

O presidente da Câmara de Lisboa considera que a reforma é positiva mas aponta uma crítica: o número de dirigentes nas câmaras municipais deve ser decidido consoante as características de cada autarquia.

A câmara lisboeta foi pioneira na fusão de freguesais, uma medida que a reforma agora em estudo quer alargar ao país e que pode extinguir 1500 freguesias.
Redação