O ex-candidato presidencial Manuel Alegre afirmou este domingo que nunca se pronunciou a favor de um sentido de voto do PS no Orçamento, apenas tendo defendido que os socialistas não deverão caucionar a política orçamental proposta pelo Governo, noticia a Lusa.

«Nunca disse em que sentido o PS deverá votar. Apenas disse que o PS não deverá caucionar esta proposta do Governo de Orçamento do Estado», declarou Manuel Alegre à agência Lusa.

Manuel Alegre acrescentou que a definição do sentido de voto do PS perante a proposta de Orçamento do Estado para 2012 «compete aos órgãos do partido».

O secretário-geral do PS, António José Seguro, convocou para quinta-feira uma reunião da Comissão Política Nacional, ocasião em que os socialistas decidirão o seu sentido de voto face ao Orçamento do Estado para 2012.
Redação