O PS exigiu hoje que o ministro da Administração Interna se pronuncie sobre as agressões policiais ocorridas na quinta-feira, em Lisboa, contra participantes numa manifestação, que provocaram dois feridos, incluindo um jornalista.

«O grupo parlamentar do PS vai questionar o senhor ministro» sobre a «ação policial» que «atingiu de forma totalmente inaceitável jornalistas que estavam a fazer o seu trabalho», disse à Agência Lusa um porta-voz dos deputados socialistas.

Além de manifestantes, que integravam um desfile convocado no dia em que estava convocada uma greve geral, a carga policial atingiu também dois repórteres fotográficos - das agências France Presse e Lusa -, ferindo o jornalista da agência portuguesa, que teve que ser assistido no hospital.

«O PS lamenta e condena o excesso de força policial» que considera ter ocorrido e afirma que «acompanhará com atenção o inquérito da IGAI [Inspeção Geral da Administração do Território]», já mandado instaurar pelo Governo, disse a mesma fonte.

O Bloco de Esquerda já pediu hoje a presença do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, no Parlamento para ser questionado pelos deputados acerca dos incidentes protagonizados pelas forças da PSP, que tutela.

O anúncio da instauração de um processo de averiguações pela IGAI foi feito hoje pelo Ministério da Administração Interna num comunicado no qual «lamenta os incidentes ontem verificados no Chiado e que envolveram jornalistas».

Na nota, o Ministério refere também que vai convidar o Sindicato dos Jornalistas e os diretores de informação dos órgãos de comunicação social para reuniões, na próxima semana, tendo em vista «a adoção de procedimentos adequados no sentido de evitar a ocorrência futura de idênticos incidentes».
Redação