As escutas do processo Face Oculta confirmam uma tentativa de comprar e controlar alguns órgãos de comunicação social.

O juiz de Aveiro, que remeteu o processo à Procuradoria-geral da República, garante mesmo que havia indícios muito fortes de que este era o plano do Governo liderado por José Sócrates.