«Tragicamente desmiolados, Passos Coelho e Van Rompuy reafirmam um casamento fatal. O presidente do Conselho Europeu veio apanhar sol a Lisboa, garantindo que a Zona Euro não está moribunda. Não... Ao lado do cangalheiro português, a beira do resgate eslovaco, a fina flor de Bruxelas prega uma união com futuro.»
Redação