O escritor Vasco Graça Moura foi nomeado o novo presidente do conselho de administração da Fundação Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, anunciou fonte oficial da Secretaria de Estado da Cultura (SEC).

Vasco Graça Moura substituirá no cargo António Mega Ferreira, cujo segundo mandato de três anos termina no dia 22.

Em comunicado, a SEC afirma que esta decisão «foi comunicada ao presidente da fundação [CCB] ainda em funções pelo secretário de Estado da Cultura, em reunião realizada no Palácio da Ajuda», em Lisboa.

Vasco Graça Moura, 70 anos, será o presidente do conselho de administração e do conselho diretivo da Fundação CCB.

A escolha de Vasco Graça Moura «corresponde a um novo ciclo de desafios para o cumprimento do serviço público do CCB na área da cultura», refere o secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, em comunicado, elogiando a «ampla experiência aliás reconhecida de forma inequívoca».

Para vogal do conselho de administração foi nomeada a historiadora de arte Dalila Rodrigues, que substitui no cargo a anterior vogal, Margarida Veiga.

Dalila Rodrigues foi diretora do Museu de Grão Vasco, em Viseu, do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, e da Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais.

Miguel Leal Coelho deverá manter-se como vogal do conselho de administração.

Sobre António Mega Ferreira, que presidiu à fundação do CCB desde 2006 (nomeado pela então ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima), Francisco José Viegas elogiou a forma «exemplar» como executou os dois mandatos, «dando provas de brilho, criatividade e responsabilidade».