O líder social-democrata, Rui Rio, considerou esta terça-feira que o ex-selecionador nacional de futebol António Oliveira tem o “perfil adequado” para liderar a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, onde será candidato pelo PSD nas próximas eleições autárquicas.

Tem experiência para lidar com pessoas e gerir pessoas e está ligado à área empresarial, tem o perfil adequado para pegar na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e fazer um excelente trabalho. Não tenho dúvidas nenhumas”, afirmou o presidente dos sociais-democratas numa conferência de imprensa no Porto, onde divulgou mais 50 nomes de candidatos às autárquicas homologados pela direção nacional.

Questionado sobre uma possível “promiscuidade” entre futebol e política, Rui Rio respondeu que há 15 anos que António Oliveira “nada tem a ver” com futebol.

Aquilo que é promiscuidade entre futebol e politica é quando os decisores políticos têm ligações ao futebol e vão para lugares onde favorecem os seus clubes e associações, o que acontece muito”, disse.

O que não é o caso, sublinhou Rui Rio, acrescentando que alguém que esteve ligado ao futebol não pode ficar com estigma.

Fazendo a biografia do agora candidato, o social-democrata recordou que António Oliveira terminou a sua ligação à área desportiva há 15 anos e, desde então, inscreveu-se com mais de 50 anos no curso do Direito da Universidade Católica e dedicou-se à atividade empresarial.

Hoje, é licenciado em Direito e é um empresário profissional com investimentos em diversos setores de atividade dentro e fora do país, frisou.

Lembrando que o antigo selecionador tem investido principalmente nas áreas da hotelaria e turismo, o presidente do PSD destacou um deles na baixa do Porto, nomeadamente a abertura de um hotel.

Mais recentemente, António Oliveira investiu no setor vinícola, tendo lançado uma marca de vinhos de mesa de “alta qualidade”, ressalvou.

Rio adiantou ainda que é também um dos maiores colecionadores privados de pintura e escultura.

O atual executivo municipal de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, é liderando pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues.

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira), e 3.092 juntas de freguesia (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

/ AG